Métricas do Adwords: 5 que as empresas devem acompanhar!

O AdWords é uma plataforma de publicidade disponibilizada pelo Google muito eficiente. Várias empresas têm utilizado essa mídia para alcançar diferentes objetivos do negócio, e acompanham esse sucesso por meio das métricas do Adwords.

Investir nessa mídia é essencial para atingir os consumidores que estão em diferentes fases do funil de vendas. Ou seja, desde pessoas que ainda buscam por conteúdos mais abrangentes, até os consumidores que desejam informações específicas de um produto ou serviço.

Sabemos que para obter resultados expressivos, como em qualquer outra ação digital, é preciso mensurar o desempenho da campanha continuamente. Caso contrário, sem um histórico de análise a empresa não terá parâmetros para avaliar se as informações fornecidas pelas métricas do AdWords são positivas ou não.

Por essa razão, compartilhamos as 5 principais métricas que precisam ser monitoradas frequentemente, pois sinalizam o sucesso ou fracasso de uma campanha no Google AdWords.

Métricas do Adwords

 

1. Taxa de Impressões

Esse indicador aponta quantas visualizações a sua publicidade obteve com base no número de vezes que os anúncios foram exibidos divididos pelo número de vezes que as palavras-chave definidas foram pesquisadas no Google.

Ter uma boa taxa de impressões significa que as palavras-chave escolhidas são as opções mais adequadas e que os anúncios são relevantes para o público segmentado. Dessa forma, é preciso avaliar constantemente essa métrica a fim de aprimorar cada vez mais a sua campanha e otimizar o ROI.

2. Taxa de cliques

A CTR é o resultado da divisão do número de cliques recebidos nos anúncios pelo número de vezes que eles foram exibidos. Quanto maior for essa taxa, maior será a qualidade dos anúncios e consequentemente, menor será o custo por clique.

Ela indica se os anúncios estão atraentes o suficiente a ponto de levarem as pessoas a clicarem. Se a taxa estiver baixa é interessante testar outros títulos e descrições dos anúncios para reverter a situação e aumentar esse percentual de cliques.

3. Custo por clique

O CPC corresponde ao valor que será pago quando um consumidor clicar no anúncio. O ideal é que esse custo seja o menor possível, pois isso indica que a publicidade tem um índice de qualidade elevado e o retorno sobre o investimento será muito positivo.

Mas lembre-se, quanto maior for o custo por clique menos relevante é o seu anúncio, assim como menos eficaz é a página de destino e as palavras-chave selecionadas. Portanto, avalie essa métrica minuciosamente!

4. Índice de Qualidade

Essa métrica é uma das mais importantes para mensurar o sucesso de uma campanha no AdWords. Ela é influenciada pelos fatores comentados anteriormente: CTR, CPC, qualidade da página de destino e a relevância das palavras-chave definidas.

O Google considera essas variáveis inclusive, a otimização de sites, para atribuir um índice de qualidade, que demonstra o quão eficientes têm sido os seus anúncios. Quanto maior esse indicador, menor será o CPC e maiores serão as impressões e cliques. Portanto, um bom índice de qualidade garante resultados extraordinários no AdWords.

5. Taxa de conversão: Uma das mais importantes métricas do Adwords

Mais importante do que clicar em uma publicidade é entender qual atitude o consumidor tomou depois disso. Por essa razão, a taxa de conversão é tão importante, pois ela revela se as ações que a marca esperava que as pessoas fizessem foram concluídas com êxito.

Para chegar ao resultado, é preciso dividir o número total de conversões pelo número total de cliques. Assim, a empresa conseguirá perceber se de fato os objetivos traçados com a campanha foram alcançados.

Quando se trata das métricas do AdWords, nem tudo que pode ser medido deve ser mensurado. Por isso, selecione os indicadores de resultado mais relevantes para não se perder durante essa análise e conseguir tomar decisões estratégicas!

Gostou do nosso conteúdo? Aprendeu quais métricas do Adwords podem medir o sucesso do seu negócio? Então continue nos acompanhando em nossas redes sociais: Facebook, Twitter e Linkedin.