5 tipos de e-mail marketing para você conhecer!

Tipos de e-mail marketing

Até pouco tempo atrás, o e-mail marketing era tido como sinônimo de spam e, consequentemente, motivo de irritação de muitos usuários. No entanto, apesar do mau uso por algumas empresas, foram aparecendo novos tipos de e-mail marketing, tornando-se uma excelente estratégia de marketing. Para se ter uma ideia, um e-mail pode ser 40 vezes mais efetivo para aquisição de novos clientes do que as redes sociais, de acordo com a CampaignMonitor.

E não para por aí: ele também é uma ferramenta interessante para nutrir o relacionamento com os leads. Isso porque 72% dos consumidores escolhem o e-mail como o melhor canal para receber comunicações de marcas e empresas, segundo a MarketingSherpa.

Além disso, as campanhas têm um custo baixo, se comparadas com outros meios de comunicação, como a televisão e o rádio, podendo ser até mais eficientes pelo seu alto poder de segmentação, possibilitando que se atinja o público certo. Contudo, há vários tipos de e-mail marketing que podem ser implementados nas estratégias de comunicação, conforme o objetivo da empresa.

Para você entender melhor quais são eles, a seguir, apresentaremos os principais formatos. Continue a leitura para conferir!

 

Tipos de e-mail marketing

Tipos de e-mail marketing

1. Newsletter

O newsletter é um dos formatos mais utilizados pelas empresas. Eles são enviados periodicamente —geralmente a cada 15 dias ou uma vez por mês —, para todos os contatos. A estratégia é uma forma de educar os leads sobre determinado assunto relacionado à companhia, com conteúdos que instruem sobre as vantagens, modos de fazer e as últimas notícias acerca dos temas escolhidos.

Como esse tipo de e-mail marketing é enviado para toda a lista e, por isso, chega para clientes de diferentes estágios do funil, é preciso que o conteúdo seja diversificado para agradar a todos. Contudo, é possível também criar listas, segmentando os grupos dos clientes. Sendo assim, essa estratégia tende a ser mais assertiva, pois a probabilidade de levar conteúdo útil e relevante para os usuários é muito maior.

Outro ponto importante é ter um layout agradável, que atraia o público. Nesse sentido, é melhor ter cautela com as cores, tamanho das letras e disposição dos textos. As imagens podem ser utilizadas, porém, é preciso ter cuidado para que não sejam excessivas.

Alguns profissionais, inclusive, não as recomendam, pois dependendo da imagem, alguns provedores de e-mails bloqueiam ou exigem a confirmação do usuário para exibi-las. Ou seja: é um trabalho extra, que pode atrapalhar a estratégia e desperdiçar o seu tempo.

2. Promocional

Em tempos de marketing digital, muito se fala em não ser direto na venda de um produto ou serviço. Na verdade, isso pode, sim, ser feito, mas com o canal certo e no momento adequado.

O e-mail marketing no formato promocional é utilizado quando a empresa deseja convencer o usuário a realizar alguma ação específica, relacionada à conversão. Para isso, não precisa ser necessariamente uma promoção, desconto ou divulgação explícita de um produto.

Os e-mails promocionais podem ser usados também para gerar tráfego para as páginas, captar informações, entre outras ações que levem o consumidor a, de fato, realizar uma compra, ou mesmo para avançar de estágio no funil de vendas. Entretanto, esse formato não pode ser enviado para toda a base de contatos, sendo necessário ter atenção redobrada na segmentação para oferecer algo realmente interessante para o usuário.

3. Transacional

Você pode nunca ter ouvido falar em e-mail transacional, mas, com certeza, já foi pego por essa estratégia. Basicamente, ele consiste naquelas mensagens que são enviadas após a realização de alguma ação —compra, cadastro ou mesmo a solicitação de uma senha. Nesse tipo de e-mail marketing, o objetivo é entregar informações já esperadas pelo cliente.

“Tudo bem, mas o que eu posso ganhar com isso?” Simples: essas mensagens garantem altas taxas de abertura — afinal, o e-mail está sendo aguardado —, sendo uma ótima alternativa para adicionar ações up (adicionais), que oferecem outros benefícios, além do solicitado pelo cliente, ou cross (complementar), que consiste em benefícios que relacionados à ação executada pelo usuário.

Após a realização de uma compra, por exemplo, você pode enviar no e-mail de confirmação um cupom de desconto para uma próxima compra ou sugerir que ele siga as redes sociais da marca para acompanhar as últimas novidades.

4. Sazonal

Como o próprio nome já diz, o e-mail sazonal é aquele enviado em determinadas épocas do ano, em datas comemorativas, como aniversário, Natal, Páscoa etc.

Dentre os tipos de e-mail marketing, essa iniciativa é uma forma de fortalecer o relacionamento com o cliente, já que ele se sente especial por ter sido lembrado. Além disso, se bem-explorada, a estratégia também pode ser uma forma de aproveitar a ocasião para vender mais. Se você tem uma loja de roupas masculinas, por exemplo, o dia dos pais pode ser uma oportunidade para presentear seus clientes com um desconto.

Mais uma vez, a segmentação faz toda a diferença para enviar as mensagens às pessoas certas!

5. Releases

Os releases têm um formato e objetivo muito diferentes dos ditos até aqui. Esse tipo é mais direcionado aos veículos de comunicação, com a intenção de conseguir uma cobertura jornalística sobre algum acontecimento da empresa, como um lançamento de um produto ou serviço, por exemplo. Para isso, a comunicação deve ser mais formal e de maneira que gere interesse da imprensa em divulgar o conteúdo.

O mailing também precisa ser muito bem-selecionado (e atualizado) para atingir canais e jornalistas que tenham relação com o seu negócio — de nada adianta que sua empresa seja notícia em um jornal de esporte se o seu ramo de atuação é contabilidade.

São diversos os tipos de e-mail marketing, que devem ser escolhidos de acordo com os objetivos da empresa. No entanto, vale ressaltar ainda que, independentemente do formato, é fundamental entregar um conteúdo de qualidade e relevante para o usuário. Além disso, é preciso monitorar as campanhas constantemente para identificar o melhor caminho para as próximas ações, como a frequência de envio e a abordagem das mensagens.

E aí? Já escolheu quais os tipos de e-mail marketing você vai utilizar na estratégia da sua empresa? Compartilhe com a gente nos comentários!